segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A Poesia Prevalece

Das mais variadas formas de expressão a poesia está presente em todos os lugares, a harmonia, a construção a revelação e a contestação... Dizer de forma "enfeitada" aquilo que pensamos, acreditamos ou apenas provocamos. E com nosso ar de deboche e nossas aspirações artísticas questionáveis Fran, Tekka e eu aproveitamos este final de domingo na Pça Roosevelt no Pandora que promoveu o III Encontro de Utopias, um sarau.

Apreciamos Poesia de Cordel, Músicas e tudo mais que aqueles tipos estranhos que frequentam aquela área poderiam oferecer.

Fran pode mostrar ao público presente o famoso poema "Cadê Dada" inaugurando a rodada daquela noite. Minha participação foi com a poesia escrita pela Tekka:

Olhar

Se pudesse dizer que te amo...
Não seria com palavras
Mas com o expressar dos gestos...
Pois para expressar algo divino não tem como o olhar...
Que divide com o explendor que exala da alma
Seu olhar em minha face.
(Tekka Carvalho)
Tekka também timidamente entrou na onda, arrancando aplausos do público que em uníssono aclamou por sua presença... Mas o ponto forte foi a poesia erotica do Fran que foi até um orelhão e retirou alguns anuncios de garotas de programa já tão comum nos telefones públicos paulistano e recitou. Pregou os anúncios no pedestal do microfone que curiosamente alguns sumiram depois.

A expressão tem sua liberdade e o momento irônico foi um indivíduo alcoolizado pseudo socialista discursando sobre a noite paulistana exaltando a revitalização da Pça Roosevelt e metendo o pau na Vila Madalena, detalhe, a Tekka mora na Vila Madalena, bairro conhecido pelo movimento cultural contemporâneo. Momento infeliz...

Mas entre mortos e feridos, tudo foi um grande barato. O ser humano tem uma capacidade incrível de se comunicar, todos os tipos, cores e tamanhos.

Se contiuarem a tradição esta farra poderá ser conferida em cada ultimo domingo do mês, no Pandora a partir das 17h.

Mais um momento especial...


A flower can be more beautiful ... the meaning of beauty ... is not in your beautiful image ... but the more it is the when you look at it ... and just the look I can give I love this person ... the interior in my true love ... that you feel when this alone ... the desire to be with him ... asking for the hours that are the fastest to be together ... to him ... and dreams and do not want to agree

(Tekka Carvalho)


Postado ao som de O Teatro Mágico - Entrada para Raros

domingo, 16 de agosto de 2009

Babel

Há quinze dias recebi a seguinte mensagem por SMS pela manhã: "Você bem que poderia adotar um cachorro, né?"
Era minha amiga Sue que indo ao trabalho cruzou com um cachorro que insistiu em segui-la.
A princípio achei a história um tanto absurda, como poderia eu adotar um cachorro? Morando sozinho em um apartamento pequeno no centro, não parecia o melhor lugar e nem a melhor pessoa para acolher um cachorro, mas depois de falar com ela alguns pensamentos me vieram a cabeça... entre eles, primeiro, a idéia de adotar um cachorro, me fez pensar em no quanto perderia minha liberdade. Não poderia me ausentar muito de casa por ter algo dependendo de mim para comer, higiene... então repensando, achei que seria egoismo deixar de adotar um animal por este motivo, e pelo contrário, pensando assim, isso sim me revelaria um tremendo iresponsável, afinal, não teria tantos motivos para me ausentar tanto de casa, e em caso de necessidade, dá-se um jeito! Resolvi adota-lo, ela o levou para um petshop para um bom banho, passou por consulta médica e a Sue pode trabalhar tranquila... no final do dia, quando fui busca-lo no petshop me deparei com isso:
De banho tomado, roupinha nova, penduricalhos e fitinhas, descobri que não era um cachorro e sim uma adorável cadelinha, de mais ou menos 5 anos. Seu nome, agora é Babel. Uma viralatas com minha cara!

Quinze dias se passaram, diferente de um filhote, ela tem outros hábitos, não fica comendo as coisas pela casa, não é brincalhona, mas é muito querida. carente, faz festa quando chego e enquanto estou em casa está ao meu lado. Sempre pedindo carinho.

Outra caracteristica intrigante é que ela nao faz suas necessidades fisiológicas em casa. Talvez o costume da rua contribuiu em faze-la uma cachorra muito higiênica, devido sua preferência em fazer suas "sujeiras" na terra. Na verdade esta acabou sendo minha única mudança de rotina, leva-la para passear todo dia.

Estes passeios me fizeram ter outro pensamento egoista. Eu ja tinha admitido a idéia de te-la em casa, mas como seria para Babel, estar "presa" em um apartamento, um bichinho que tinha tanta liberdade, passar tardes sozinha... confesso que até tive medo de leva-la pra rua e ela não querer voltar. Ledo engano.

É um prazer confortante quando voltamos dos passeios, solta-la da correia e ela correr em direção a porta do apartamento aguardando anciosa para que eu abra a porta, e entra fazendo festa. Não late, não uiva e não demonstra interesse em querer fugir.

Uma lição aprendida. Egoista era eu em ter dado tanto valor a uma falsa liberdade. Algumas pessoas riram desta situação e me disseram - "Você pensou mesmo que ela ia querer trocar comida e casa pra viver na rua de novo?!?"

Mas nâo foi a minha liberdade a primeira preocupação?

Cachorro não é gente, e a gente é racional, mas mesmo assim esta experiencia foi uma puta lição.

Vai saber o que a Babel já passou nesta sua vida, era livre sim, mas a que custo, a que prazer, e o que me conforta é que o que já viveu vale como experiência, e hoje, "adulta" o que realmente precisa é de um lar com carinho, comida e conforto. Assim como nós, temos sempre que ceder algo para ganhar. Não se pode ter tudo na vida, e não podemos contar com a sorte do futuro.

E não há recompensa maior do que compartilhar de sua alegria e receber carinho em troca.

Por onde passou, Babel fez sucesso não por sua história, mas pelo que representa.

Sue, obrigado pela lembrança em confiar este "presente" a mim. Pode ter certeza que estamos muito felizes!!!

Postado ao som de Belle and Sebastian - Dog on Wheels

domingo, 9 de agosto de 2009

FranFest

Vagner não conhecia Silvia, que não conhecia Bruno que não conhecia Patrícia, que não conhecia Giovana que não conhecia Fran que juntou todo mundo em uma reunião em sua casa.
Foi uma agradável festa de queijos e vinhos para celebrar novas amizades, integrar aquilo que virtualmente se faz tão presente mas a correria da vida paulistana nos mantém acomodados dentro de nossas telas.
Todos os presentes tinham amigos em comuns e desconhecidos em comuns, numa brincadeira de msn de juntar amigos em conversas em grupo surgiu a necessidade de nos encontrar pessoalmente e mostrar-mos os dentes, em forma de sorriso.
Muitos foram os convidados, e se você foi um deles e nao esteve presente, sinto muito, perdeu!
Um brinde inicial...


Bate papo regado de bom vinho
Calor humano

Som ao vivo


E a festa continuou na varanda...


Homeless party... a varanda foi dominada...


E foi até o raiar do dia...

Postado ao som de Norah Jones - Come away with me

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Selo "Vale a Pena Ficar de Olho Nesse Blog"



Como consta em comentário no post anterior, acabo de receber da Pensadora Compulsiva o selo "Vale a pena ficar de olho nesse blog!" .

Além de recomenadar este que já possui o selo, qualifico tabém:

Agora é só:

1) Postar o nome do blog que indicou o selo,

2) Indicar 10 blogs e avisá-los,

3) E verificar se os blogs indicados estão cumprindo as regras.

Valeu Pensadora!!!!!

Postado ao som de Jonny Cash - "American V: A Hundred Highways"

domingo, 2 de agosto de 2009

Quem espera ou senta ou cansa!


Acabo de receber o seguinte vídeo por e-mail:

video

Reparem que tanto no video quanto no banner não há ano datado...

Ou este e-mail que recebi está com dois anos de atraso ou ainda temos pessoas que não se cansaram mesmo... porque esta campanha foi lançada em julho de 2007 e a data e horário proposto é para o mesmo ano.

Se bem que um protesto pra fazer um minuto de silêncio não cansa...

O que é isso!?!

Infelizmente o ser politicamente correto, ativista, defensor da ecologia é fácil...

O site www.cansei.com.br informado no filme não existe mais, cansaram... o blog do cancei também foi desativado... e a exemplo dos inúteis e-mails de campanhas para arrecadar dinheiro para a menina L que necessita de uma cirurgia e a microsoft dá 5 centavos a cada e-mail repassado, ou o alerta sobre a seringa contaminada de AIDS no cinema, ou a menina paralitica que perdeu sua vida saudável por estar de carona com um amigo que dirigia embreagado este também está virando uma corrente que nao nos prende a nada!

Proteste fazendo silêncio, mostre o quanto você esta cansado de fazer nada.. fazendo nada... e veja o resultado que isso deu dois anos depois...

E até ano que vem, quando este mesmo filminho rodar pela internet de novo...

Postado ao som de Beirut - Elephant Gun

sábado, 1 de agosto de 2009

Personal Jesus - Johnny Cash

Música para sabado a noite...